• aroa139

Trajetória do ReportsFeed: entrevista com Hermes Freitas, sócio da Alfa17


Desde o seu surgimento, o ReportsFeed vem evoluindo para entregar cada vez mais qualidade, personalização e democratização dos dados de Analytics e BI para as organizações.

Para apresentar um pouco dos bastidores dessa evolução e como o RF vem atendendo, na prática as necessidades das empresas, Hermes Freitas, sócio da Alfa17, idealizadora do produto, compartilhou algumas informações e curiosidades. Confira:

1 – Conte um pouco sobre a história da Alfa17.

Alfa17 nasceu em abril de 2017, formada por profissionais com muita experiência em Analytics e BI e com características complementares. A proposta era, e continua sendo, oferecer serviços de verdadeiros experts no assunto – considerando aspectos tecnológicos e, também, organizacionais e culturais.

Hoje, atendemos cerca de 25 clientes, de forma personalizada, em mais de 100 projetos.


2 – Em que momento se encontrava a Alfa17 e o mercado quando surgiu a ideia do ReportsFeed?

Uma das primeiras decisões da Alfa17 foi aprofundar conhecimentos na plataforma Microsoft de Analytics, onde se incluía o Power BI. Com a utilização desta ferramenta em novos projetos observamos oportunidades para um produto como opção ao agendamento e distribuição automática de relatórios gerados por Power BI. Outras opções de mercado, ou eram artesanais ou só disponíveis a custos bem superiores.


3 – Qual foi a principal “dor” identificada para despertar a necessidade de um produto como o ReportsFeed?

Como entregar a um maior número de pessoas, de forma personalizada, informações relevantes?

Como entregar relatórios gerados em Power BI (com recursos de ciência de dados) a um maior número de pessoas (dentro e fora da organização) mesmo que elas não possuam licenças de Power BI?

Toda organização deseja se comunicar com seu público interno ou externo: clientes, fornecedores, alunos, vendedores, funcionários, clientes em potencial etc, através de uma forma prática, suficientemente poderosa e econômica para realizar a ativação, seleção e distribuição automática de relatórios através de e-mails. O ReportsFeed é uma resposta a esta necessidade.


4 – Desde a ideia até o lançamento, como foi o desenvolvimento da plataforma?

A decisão de desenvolver o produto ocorreu no segundo trimestre de 2020, após vários meses de testes iniciais. A primeira versão foi disponibilizada em agosto/20. Estimamos que – cronologicamente – foram 10 meses de atividades – desde os primeiros testes.

Como um produto é bem mais que o “software” em si, desenvolvemos muitas outras coisas como, por exemplo, site em 3 idiomas, infraestrutura para testes dos clientes potenciais, comunicação para suporte etc.

Quanto à divulgação, optamos por um “marketing” direcionado à nossa base de clientes. Desde março/21 reforçamos estas atividades, em parceria com a Redatoria. Com isso, vem aumentando o número de avaliações e de clientes testando e contratando os serviços.


5 – Quais vantagens e mudanças no dia a dia de trabalho os clientes que aderiram à ferramenta têm relatado?

A principal é a facilidade de administração e controle do envio automático dos relatórios gerados por Power BI, tanto para colaboradores internos, quanto para externos. Em determinadas situações é mais adequado enviar relatórios do que fazer com que o usuário precise buscá-los, através de um site, por exemplo.

Então a certeza de que dezenas, centenas ou milhares de pessoas estão recebendo, periodicamente, mails com relatórios sofisticados e que, basta abrir o email para receber informações personalizadas, tem sido um ponto importante.


6 – Como tem sido a parceria internacional com a DataCiencia, do Chile?

A DataCiencia é nossa parceira de distribuição do RF para a América Hispânica e já temos cliente “hablando español”.

7 - Quais são os próximos passos da Alfa17 com relação ao ReportsFeed?

O ReportsFeed utiliza sofisticadas tecnologias que, certamente, servirão de plataforma para outros produtos e, naturalmente, apresentará novidades com novas versões (anuais) e aperfeiçoamentos periódicos.

Como seus custos diretos e indiretos são muito acessíveis e adaptáveis, acreditamos em uma expansão significativa para seu uso em projetos de diferentes portes e em todos os segmentos.

21 visualizações0 comentário